Atins e o clima rústico dos Lençóis Maranhenses

Publicado em 8 de julho de 2019

Maiara Barbosa

 

Andar de carro sobre as dunas, encontrar o silêncio e a sensação de exclusividade são só algumas das vantagens de quem opta pelo passeio em Atins, nos Lençóis Maranhenses. O clima rústico e o famoso camarão grelhado também contribuem para que cada vez mais os visitantes coloquem o povoado no roteiro.

Antes mesmo de chegar, o caminho, por si só, já impressiona e vale o esforço. São algumas horas sacolejando, com bastante emoção, em bancos adaptados na caçamba de veículos 4×4. 

Em época de cheia, estradas de areia ainda se transformam em rios.

Ainda no caminho até Atins, uma parada é feita para relaxar nas lagoas. A água é tão cristalina que, mesmo sem óculos de mergulho, é possível enxergar os pés e, com sorte, alguns peixinhos também.

O único barulho que se houve por lá é o som do vento e, a natureza, mais uma vez, se encarrega de te apresentar uma sequência de dunas e lagoas que se multiplicam no horizonte.

Saiba mais:

Em épocas de chuva um fenômeno raro acontece em Atins: em meio ao deserto de dunas, uma cachoeira de água doce se forma a caminho do mar e revela uma queda de pouco mais de 1 metro de altura. Caminhando com calma sobre o curso d´água é possível encontrar a melhor maneira de descer os montes de areia e sentir a queda d´água sob as costas da Cachoeira do Bonzinho.

Hora do almoço e o destino na comunidade de Atins são os restaurantes do Sr. Antônio ou da Dona Luzia, irmãos e antigos moradores que capricham no tempero e na receptividade nos dois restaurantes que eles comandam. O salão do restaurante é coberto por palhas e todo decorado por conchas e pêndulos que criam uma música no ambiente toca vez que o vento sopra mais forte.

Entre as opções de peixes, o carro-chefe do cardápio é o camarão grelhado que sai por R$ 80 e serve duas pessoas. O restaurante aceita pagamento em cartões de débito, crédito e dinheiro.


Para comportar as porções generosas de comidas, mesas compridas foram instaladas no salão. Para depois da refeição, há opções de doces, uma lojinha com artesanatos para se visitar, ou então, a tradicional rede para descanso.

A atividade do kitesurfe vem se destacando em Atins. O colorido das pranchas e das pipas predomina nas águas, principalmente na época de maiores ventos – que vai de julho a dezembro. Por lá existem várias escolas, uma delas, é a Kitepoint Atins, que oferece instrução e segurança para quem quer experimentar o esporte e sentir a brisa.

Um bate e volta em Atins deveria ser obrigatório para quem visita os Lençóis. Já para quem usufrui de um roteiro mais longo, não hesite em pernoitar por lá.

Para quem retorna para Barreirinhas, a sugestão de hospedagem é a Pousada Central. Na principal avenida da cidade, a pousada conta com quartos equipados com ar-condicionado, Wi-Fi, TV de tela plana, frigobar e móveis novos. Alguns quartos ainda possuem sacada com vista para o Centro da cidade.

Além das agências, guias cadastrados do Cadastur também realizam o agendamento dos passeios. Josiel Santos é um guia apaixonado pelo que faz e pelo local onde mora. Durante seus passeios, tenta ao máximo aproximar os visitantes dos moradores nativos para que haja uma troca de cultura e experiências.

Além da eficiência e bom humor, ele também é fotógrafo e o resultado de cada passeio são belos registros dos Lençóis Maranhenses.

*A viagem para os Lençóis Maranhenses teve apoio do guia Josiel e da Pousada Central. Apesar disso, as informações aqui descritas são livres de qualquer contraprestação.

 

 

 

booking.com faz cotação em diversas empresas/acomodações, garantindo os melhores preços e opções pra você. Reservando através deste link, você não paga nada a mais por isso e o Meu Destino é Logo Ali recebe uma contribuição. Com isso, você estará ajudando a manter o blog sempre atualizado e com novos conteúdos!

 

 

Adicionar a favoritos link permanente.

8 Comments

  1. Sensacional! Estou doida p conhecer os Lençóis Maranhense e já anotei essa dica . Bom quando o guia é nativo e entusiasmado, ne ? O vídeo ficou muito bacana !

  2. Eu tô muito chocada com a cachoeira por lá… nem imaginava. Se eu já tinha vontade de conhecer, só vai aumentando com teus posts. Muita natureza, do jeito que eu gosto!

  3. LUCIO FABIO DA COSTA JUNIOR

    Como eu amei conhecer esse lugar. Apaixonado por essa cachoeira. Que felicidade visitar bem na época do fenômeno. Dicas anotadíssimas.

  4. Achei incrivel a parte da cachoeira! Nao sabiia dessa!!! Que viagem sensacional

  5. Maiara, que delícia de passeio! Eu fiquei mesmo pensando que deve ser um lugar maravilhoso para ficar mais do que um bate e volta né? Que paz!

  6. Voltei ao Maranhão esse ano e a melhor coisa é se hospedar mesmo em Barreirinhas, pra conhecer tudo com calma e apreciar esse presente da Natureza que são os Lençois. Otimo Post, Maiara

  7. Não sabia que tinha como ter cachoeira na região, muito interessante. Adorei as informações.

  8. Ameiiii esse post! Estamos indo pra lá agora em Agosto e já anotei as dicas. Esse passeio que você fez é o bate e volta, né? Demais!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *