Betânia: a Lagoa que carrega toda a história de um povoado no nome

Publicado em 22 de julho de 2019

Maiara Barbosa

A quantidade de chuva que tem caído nos últimos anos sobre o Rio Alegre de Santo Amaro do Maranhão tem preocupado os moradores do povoado de Betânia. Dona Irene, sentada sobre um banco de madeira, ao desviar o olhar fixo no horizonte escuro que anuncia a chegada de mais uma pancada de chuva, mostra as marcas na parede da casa da altura que água chegou na última chuva.

O rio sempre trouxe alegria, mas preocupou os moradores quando invadiu o pasto do gado e o pouco de terra onde se planta. A água na porta de casa, porém, trouxe diversão para os primos Luana e Ryan*. Inseparáveis, as crianças brincam por horas e horas se banhando no rio depois da escola no período da manhã.

Ryan, o mais novo, é o primeiro que se joga no rio. Antes, como se aguardasse para conferir se não iria ouvir nenhum xingo por estar novamente se molhando, chuta a água de mansinho, depois, molha as pernas até a altura dos joelhos e, de repente dá um mergulho e some nas águas escuras.

Luana tem seis anos, é responsável e observa o primo da margem do rio. Ao molhar os pés, toma cuidado em segurar a barra do vestido cor de rosa. 

Logo volta correndo para a terra, tentando evitar o que todos ao redor já sabiam que seria inevitável em pouco tempo.

Ela repete o caminho uma, duas, três vezes, até se jogar também na brincadeira. A diversão dura pouco, até que a mãe da menina lhe adverte:

– Luana, já está se banhando de novo, menina?

Dora Irene, a irmã, as filhas e Luana e Ryan fazem parte das 44 famílias que moram no povoado de Betânia. Além do trabalho com a terra, as famílias construíram alguns restaurantes para receber os viajantes que visitam os Lençóis Maranhenses.

A Lagoa da Betânia, que leva o nome do povoado, é cercada de altas dunas onde o vento levanta uma fina camada dos grãos de areia na faixa do horizonte. Dali do alto, a duna se torna um mirante para as faixas de areia que abraçam a lagoa, de água azul escura no centro, misturada com o verde-água nas bordas, onde é mais raso.

O passeio até a Lagoa da Betânia, nos Lençóis Maranhenses, costuma durar o dia inteiro e a saída acontece por volta de 8h ou 8h30. Antes do destino final há paradas em outras lagoas no caminho para banho, como a Lagoa do Boi. O horário de retorno fica à critério do pôr do sol.

Ainda em Santo Amaro o guia reserva a refeição para o almoço em Betânia e o pagamento do barqueiro que faz a travessia das dunas até o povoado.

No Restaurante Cantinho da Felicidade, os pratos custam a partir de R$ 30. Luana é quem costuma atender o telefone, passa os valores da galinha caipira, do cabrito cozido, do peixe grelhado ou frito, do bife e do omelete.

No horário do almoço, sua mãe e as tias servem a comida e ainda sugerem os sorvetes naturais feitos de frutas da região. 

Um dos mais pedidos é o de bacuri. O restaurante ainda conta com porções, drinks e, claro, um redário.

Na inocência que só as crianças têm, depois da brincadeira no rio, a menina ajuda o priminho a se trocar. Lhe seca com uma toalha, lava o shorts no rio, torce e pendura a peça para secar na cerca.

Na sua vez, já um pouco envergonhada, corre para trás da cerca para tirar o vestido molhado e colocar uma roupa seca.

Logo ela reaparece para lavar a roupa no rio e pendurá-las na cerca, junto com a toalha. Secos, os dois correm para dentro do quintal de casa para mais uma brincadeira.

Saiba mais:

Para se programar:

Outono e primavera são estações que não fazem parte do calendário no Maranhão. Lá as estações do ano são divididas apenas entre verão e inverno, de acordo com a quantidade de chuvas, já que o calor marca presença o ano todo.

Entre os meses de outubro e maio as chuvas costumam vir com mais frequência, o que deixa as lagoas mais cheias, porém, a areia fica mais escura. Já a alta temporada acontece em época de seca, que compreende os meses de junho até setembro. Durante este período, as lagoas mantém o mesmo nível de água, mas a areia embranquece e faz um contraste ainda maior com o azul da água e do céu.

Chegar até o povoado de Betânia requer a presença de um guia em veículo 4×4. Dom é um guia daqueles que conhece cada duna e cada caminho d´água melhor que as marcas da palma da mão. Nascido no povoado de Queimada dos Britos, ele especializou-se em guia de caminhada.

Além do passeio até o povoado de Betânia, sua empresa, a Luz Turismo, faz passeios por outras lagoas da região de Santo Amaro, como nas lagoas da Gaivota, Andorinha e Emendadas. Outra opção de passeio em Santo Amaro é a Travessia dos Lençóis. Dom acompanha o visitante a pé até os povoados de Queimada dos Britos, Baixa Grande ou até mesmo para Barreirinhas e Atins. O trekking pode ser feito em um ou até cinco dias, dependendo da distância a ser percorrida.

Para fechar, a empresa também oferece opções de transfer e todos os passeios podem acontecer, tanto em grupos, quanto em grupos privativos. O contato do Dom é o (98) 9981-9574.

A sugestão de hospedagem em Santo Amaro é a Pousada Bellas Águas, que chama a atenção pela boa localização e serviços oferecidos. Bem próximo das margens do Rio Alegre, a pousada tem vários quartos, equipados com televisão, ar-condicionado, frigobar, chuveiro de água quente e wi-fii. A limpeza dos ambientes é feita diariamente de maneira zelosa.

O ambiente é aconchegante e a decoração fica por conta das flores, presentes desde a recepção até o belo jardim que fica aos fundos. Entre cadeiras de madeiras e flores, beija-flores visitam o local.

O café da manhã é saboroso, principalmente por conta das tapiocas e das opções de geleias. Além disso, o cardápio ainda conta com várias opções de frutas e sucos para reforçar o dia de passeios. A recepção funciona 24 horas e a Pousada Bellas Águas tem estacionamento.

*A viagem para os Lençóis Maranhenses teve apoio do guia Dom e da Pousada Bellas Águas. Apesar disso, as informações aqui descritas são livres de qualquer contraprestação.

 

 

 

*os nomes das crianças são fictícios.

O booking.com faz cotação em diversas empresas/acomodações, garantindo os melhores preços e opções pra você. Reservando através deste link, você não paga nada a mais por isso e o Meu Destino é Logo Ali recebe uma contribuição. Com isso, você estará ajudando a manter o blog sempre atualizado e com novos conteúdos!

Adicionar a favoritos link permanente.

8 Comments

  1. Amanda Sousa

    Acho que essa lagoa é uma das mais bonitas pra mim, justamente pela cor escura e na borda ter esse esverdeado, que coisa mais linda! Amei a narrativa com as crianças também.

  2. Caroline Rodrigues

    Que sonho que deve ser viajar para os lençois! Essa água deve ser quentinha né? Dá pra tirar cada foto! Vou me organizar pra fazer essa viagem!

  3. Manuela Almeida

    Encantada com tanta beleza que tem pelo nosso Brasil. Adorei o vídeo!

  4. Adorei o post. Que lugar lindo. Quanta água, gente! Sempre gosto muito de ouvir histórias dos locais. É uma imersão, né?

  5. Mais um post que foi para minha lista de favoritos.

  6. Vi seus posts no Face e me emocionei. Agora sei o nome das crianças tão lindas na fotografia: Luan e Ryan. Quando posts são repletos de sensibilidade não dá pra passar batido por eles. Não pare nunca de escrever assim!

  7. Tão pertinho de mim e não conheço ainda!! Adorei seu relato!!!

  8. Luana Bastos

    Ah Maiara, tô aqui com os olhos cheio de água imaginando como seria bom se todos os moradores das pequenas vilas e cidades do nosso vasto país fossem descritos pelo seu olhar tão sensível! Como amo seus textos!!! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *