5 cantinhos da Avenida Paulista que valem uma visita

Publicado em 4 de fevereiro

Maiara Barbosa

A Avenida Paulista é muito mais do que o Masp, cartão postal da avenida mais famosa de São Paulo e símbolo da agitação paulistana. Entre prédios que rasgam o céu e o barulho das buzinas de carros e motos, sempre acelerados, há alguns lugares para se relaxar e apreciar a cidade com mais calma.

Os pontos listados a seguir podem ser visitados em um único dia a pé. Para quem preferir, também é possível se locomover pela Avenida Paulista através da Linha Verde 2 do metrô. Vale lembrar que a Estação Paulista, da Linha Amarela 4 do metrô, na verdade, tem saída na Rua da Consolação. Para desembarcar na Avenida Paulista é preciso fazer a transferência (gratuita) para a Estação Consolação.

Ou seja:

  • Estação Paulista (Linha Amarela): saída na Rua da Consolação
  • Estação Consolação (Linha Verde): saída na Avenida Paulista

Livraria Cultura

Logo no começo da Paulista, para quem chega pela Estação Consolação do metrô, fica o Conjunto Nacional. É dentro do prédio que fica o prédio da Livraria “paulistana da gema”, já que a Livraria Cultura foi fundada em 1947, com sede na Rua Augusta.

A unidade do Conjunto Nacional abriu as portas em 1969 e os projetos arquitetônicos pelo qual a livraria passou, trouxe ares de modernidade ao prédio. Na sessão infantil, por exemplo, as crianças podem deixar em um esqueleto de dinossauro, feito de madeira, para ler.

Ao todo, são aproximadamente 4,5 mil metros quadrados e cerca de 10 mil pessoas circulam pelo espaço todos os dias. O espaço ainda conta com café, galeria e teatro.

Parque Trianon

Quem desembarca na Estação Trianon-Masp encontra dois queridinhos dos paulistanos: o icônico Museu de Arte de São Paulo (Masp) e o Parque Trianon. O parque tem mais de 48 mil metros quadrados e, a sua natureza e o verde, se contradiz com a urbanidade que fica do lado de fora do portão.

Antigamente, na década de 20 e 30, ele era frequentado pelos intelectuais da cidade. Hoje, em horário de almoço, é comum encontrar engravatados, muitas pessoas com crachás e também praticantes de atividades físicas e jovens.

Saiba mais:

Entre os exemplares da vegetação, é possível encontrar jequitibá, guaraiúva e cedro, remanescente da Mata Atlântica. Além disso, o parque abriga 28 espécies de aves.

Entre as trilhas, parques de diversão, uma ponte passa por cima de uma avenida para lembrar que se está em São Paulo e, dali, é possível ver os carros, geralmente parados, no trânsito.

O parque funciona das 6h às 18h.

Masp

A ideia da criação do Masp veio através do empresário e jornalista Assis Chateaubriand, que também foi responsável pela vinda da televisão ao Brasil. O projeto da arquiteta Lina Bo Bardi levou 12 anos, entre a projeção e execução da obra.

Reconhecido como o mais  importante acervo de arte europeia do Hemisfério Sul, hoje a coleção do MASP reúne mais de 10 mil obras, incluindo pinturas, esculturas, objetos, fotografias, vídeos e vestuário de diversos períodos. Além disso, há exemplares também da cultura africana, asiática e das américas.

O vão do Masp, no térreo, é local conhecido pela concentração de manifestantes e também reserva uma vista única de São Paulo.

O Museu é aberto de terça a domingo, sendo o horário de funcionamento às terças-feiras, das 10h às 20h e, de quarta-feira a domingo, das 10h às 18h. As bilheterias fecham meia hora antes do encerramento do expediente.

Os ingressos custam R$ 35 para adultos, professores e estudantes pagam R$ 17 e menores de 11 anos não pagam. Às terças-feiras a entrada é gratuita.

Casa das Rosas

Um casarão construído em entre 1928 e 1935 se tornou ponto de referência para a literatura em São Paulo. O casarão foi projetado por Francisco de Paula Ramos de Azevedo, o mais importante arquiteto do período áureo da economia cafeeira de São Paulo.

Desde sua reinauguração, em 2004, a Casa das Rosas oferece cursos, oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, além de receber lançamentos de livros, apresentações literárias e musicais, saraus, peças de teatro e exposições ligadas à literatura.

Cerca de 190 mil pessoas visitam o espaço todo o ano. É no jardim que estão os exemplares daquelas que dão nome ao espaço. O jardim de rosas é considerado um dos mais bonitos de São Paulo.

A entrada na Casa das Rosas é gratuita e a visita pode ser feita de terça-feira a sábado, das 10h às 22h e, aos domingos e feriados, das 10h às 18h. De metrô, a estação mais próxima é a Brigadeiro

Sesc Avenida Paulista

Um dos pontos turísticos mais novos, entre tantos prédios imponentes e carregados de história, é Sesc da Avenida Paulista. O seu mirante, no final de 17 andares, tem arrasado os corações dos visitantes.

Lá de cima é possível avistar a infinidade de prédios que se espalharam pela capital e suas antenas. Do lado direito, o que chama a atenção é o museu do artista Eduardo Kobra, que retrata Oscar Niemeyer.

Apesar do mirante ser o ponto alto do Sesc da Avenida Paulista, o prédio ainda conta com salas de exposições e espetáculos e espaços para práticas esportivas.

O Sesc da Avenida Paulista funciona de terça a sábado das 9h às 22h e, aos domingos, das 10h às 19h. A subida para o Mirante é gratuita, mas é preciso retirar um ingresso na portaria.

Dica bônus: Paulista aos domingos

Andar a pé nas faixas da avenida, que sempre fica tomada pelos carros, é uma sensação que tem agradado o gosto dos paulistas e também dos visitantes. Aos domingos, a Avenida Paulista é palco de shows de artistas de rock, de dançarinos, de poetas, artesãos e todas as demais formas de arte que você pode imaginar.

Veículo de transporte só vale bicicletas, skates, patins e patinetes. Famílias inteiras e grupos de amigos fazem da Paulista uma praia! Só falta colocarem as cadeiras de praia no asfalto… se é que já não fizeram isso.

A Avenida Paulista fica fechada para carros todos os domingos, das 10h às 18h e, durante o horário de verão, a circulação fica interrompida até às 19h.

Adicionar a favoritos link permanente.

20 Comments

  1. Pingback:De bike por São Paulo - Meu Destino é Logo Ali

  2. Ah, São Paulo, como eu te amo. Adorei o post da Avenida Paulista. Lugar de visita obrigatória na cidade. O MASP nem precisa comentar nada, né?, unanimidade e aos domingos ainda tem uma feirinha de antiguidades! O Trianon, em frente, é uma delícia, e sou apaixonado pelas esculturas espalhadas de consagrados artistas. A livraria é um paraíso para os amantes de livros e pra quem quer tomar um bom café ou apenas conhecer um espaço incrível. O SESC, com sua visita gratuita, oferece uma vista espetacular. A casa das rosas é um espaço multicultural incrível. E, se me permitir uma dica, em frente à casa das rosas está a incrível Casa Japão sempre com uma exposição maravilhosa. Já quero voltar pra São Paulo.

  3. Carla Macedo

    Paulista é um passeio a parte dentro de SP, eu simplesmente adoro, ainda mais quando é dia de Domingo. É a rua da cultura, da mistura de ritmos, da beleza urbana. Arrasou no post!

  4. Maiara, dos que você listou eu só não conheci o Sesc – quero um dia ir lá pra subir no mirante. Você como sempre com os melhores posts! <3

  5. Caramba só conheço dois! na proxima ida a SP vou providenciar isso… rsrs
    adorei as dicas!

  6. Sempre que passo por SP é com compromissos de trabalho ou de passagem! Preciso arrumar um tempo pra passear! Adorei as dicas

  7. Amoooo a Paulista! Acho que a única dica que ainda não fui foi o mirante do SESC, que será o meu próximo destino, quando estiver na cidade.
    O Espaço Cultural Itau também vale a pena visitar, localizado perto da Casa das Rosas.

  8. Realmente a Avenida Paulista tem muito o que se ver e é linda neh?! A dica bônus da paulista aos domingos foi top, quero ir um dia 🙂

  9. Quanta dica maravilhosa! Preciso salvar este post para minha visita (com calma) a São Paulo. Sempre vou correndo para pegar algum voo internacional. Amei as dicas tão ticas de cultura! E adoro esta iniciativa das cidades fecharem avenidas aos docmingos para a população aproveitar!
    Arrasou no post!

  10. Quando estive em SP passei um dia td caminhando pela Paulista, lugar incrível de diversidade e cultura, mas só agora lendo seu post descobri esse mirante no SESC rs, tenho que voltar hehehe

  11. Jéssica Soares

    Adorei o post, quando voltar a sp já vou coloca-los no meu roteiro. O post está bem completo e fiquei com vontade de ir a Livraria cultura principalemente! Amei conhecer São Paulo e nem acredito que não conheci esses lugares.

  12. Andréa Azevedo

    Estive em São Paulo tão rápido que nem deu tempo de conhecer muita coisa além do Beco do Batman. Adorei as dicas e já vão ficar de referência para uma próxima viagem à Sampa, que creio que não tardará em acontecer. 🙂

  13. Já estive em São Paulo, mas não conheci por exemplo a casa das Rosas. Na minha próxima visita certamente entrará no meu roteiro

  14. Ahhhhh São Paulo, como eu amo! O parque Trianon acho incrível por ficar no meio da cidade, agora meu lugar preferido é o Ibira aos domingos… O clima é mto maravilhoso! Adorei as dicas, não conheço a Casa das Rosas, vou providenciar da próxima vez que eu for! =)

  15. Amooo a Paulista nos fds pela noite! Sempre muita gente caminhando… artistas!
    Preciso voltar a SP. Meu canto preferido é a livraria!! Amei o post

  16. Thiago Carvalho

    Excelentes dicas e escapes para o coração do centro de São Paulo. Não conhecia o Parque Trianon e foi uma agradável surpresa sua indicação. Obrigado por compartilhar.

  17. Suzy Freitas

    A Paulista é meu lugar preferido em São Paulo! Já visitei todos os cantinhos que você indicou, só falta aproveitar a Avenida nos dias de domingos, o que farei na minha próxima ida a Sampa, com certeza! Valeu pela dica bônus.

  18. Renata Telles

    Eu to em Sampa há 8 anos e super concordo com vcs nas dicas. O Sesc da Paulista entao é muitoo bacana e tem uma view da cidade linda! Dicas certeiras pra quem quer curtir SP!!!

  19. Eu preciso “turistar” em São Paulo, bater perna e conhecer mais a terra da garoa. Geralmente sempre vou em bate-volta a trabalho ou para algum evento.

  20. Pingback:Um passeio pelos grafites do Beco do Batman - Meu Destino é Logo Ali

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *