Skip to content

Bonde de Santa Teresa: tudo o que você precisa saber pra programar!

No vai-vem do bonde, o maquinista acena para os moradores que caminham pelas ruas sinuosas do bairro e, com um sorriso no rosto, solta um “bom dia” animado pros velhos conhecidos. Quem embarca na viagem, sente a brisa do vento no rosto, enquanto a paisagem do Rio de Janeiro vai se descortinando à sua frente.

O bonde foi criado 1877 para o transporte de água para os moradores do bairro de Santa Teresa. Em 1986, o bonde passou a fazer o transporte de passageiros também, assim como acontecia na região central do Rio de Janeiro.

No ano de 1968, os bondes deixaram de ser utilizados pro transporte de passageiros, mas a linha de Santa Teresa ainda resiste graças ao trabalho dos maquinistas que lutam pela preservação do serviço, que é ao cartão postal de um dos bairros cariocas mais boêmios.

Saiba mais:

BOOKING.COM: RESERVE SUA HOSPEDAGEM AQUI!

Onde embarcar no Bonde de Santa Teresa?

O embarque é feito na Rua Lélio Gama, 2, no Centro do Rio. Para quem vai de transporte público, para chegar até lá, a melhor opção é opção é desembarcar na Estação Carioca do metrô, pegar a saída B e atravessar a Avenida Almirante Barroso. A entrada para a Rua Lélio Gama estará logo após o cruzamento.

Quem for de carro, consegue chegar até lá pelo GPS, porém não há estacionamento no local. É possível estacionar o veículo nas ruas próximas da entrada.

Quanto custa a viagem?

A viagem, de ida e volta, custa R$ 20 e o pagamento pode ser feito em dinheiro e cartão de débito e crédito. Por enquanto, o pagamento por PIX ainda não é aceito na bilheteria.

O ingresso permite que você desembarque do bonde em qualquer uma das duas estações do trajeto para caminhar por Santa Teresa e, depois, retorne à estação de embarque no bonde seguinte. Pra isso é preciso guardar o comprovante.

Qual o trajeto do Bonde?

O embarque é feito na Estação Carioca, passa pelo Largo do Curvelo e segue até a Estação Dois Irmãos, antes de retornar pelo mesmo caminho. A dica é sentar-se no lado direito do bonde, de onde se terá uma vista mais panorâmica melhor ao longo do passeio.

Logo na saída da Estação Carioca, é possível avistar alguns cartões postais do Rio de Janeiro, como a Catedral de São Sebastião e o Circo Voador, na Lapa. Para chegar até o bairro de Santa Teresa, o bonde passa por cima dos Arcos da Lapa!

Foto: Armazém São Thiago

Já em Santa Teresa, a primeira parada é no Largo do Curvelo, mas a dica é fazer o trajeto completo de bonde na ida e deixar para desembarcar e caminhar pelo bairro na volta. A caminho da Estação Dois Irmãos, o bonde ainda passa pelo Largo dos Guimarães, onde fica o centenário Armazém São Thiago, que oferece petiscos tradicionais e bebidas, e o Mercado das Pulgas, local onde é realizado o Samba dos Guimarães aos sábados à noite.

Enquanto o bonde sobe os trilhos e as ladeiras de Santa Teresa, no lado direito da Rua Almirante Alexandrino fica a casa de doces portugueses Alda Maria, que guardam receitas de famílias há nove gerações. O local será facilmente reconhecido pelos tradicionais azulejos portugueses azuis na fachada.

Mais adiante é possível avistar o Castelo Valentim, local que foi moradia do Comendador Antônio Valentim. Na década de 1930, os quartos do castelo foram divididos em oito apartamentos para aluguel. Antes de chegar na Estação Dois Irmãos, ainda é possível ter uma vista panorâmica da região central da cidade, com destaque pra Roda Gigante Rio Star, que fica na Zona Portuária, e o Estádio do Maracanã, já na Zona Norte.

Na Estação Dois Irmãos, o maquinista irá pedir que os ocupantes virem o banco do bonde pra viagem de volta. No retorno, desça no Largo do Guimarães e aproveite para explorar a área. Além do Armazém São Thiago, dali é possível ir caminhando até o Parque das Ruínas e, depois, embarcar no Largo do Curvelo.

No caminho, aproveite para entrar nos ateliês dos artistas do bairro, confira também as opções de cafés, como o Mô Café. De volta ao caminho do trilho do bonde, sentido Largo do Curvelo, é possível conferir também o grafite feito no muro em homenagem ao maquinista Nelson Corrêa da Silva, que morreu em um acidente com o bonde no ano de 2011.

Horário de funcionamento

O bonde funciona diariamente, com intervalos de cerca de 30 minutos entre uma partida e outra. De segunda a sexta-feira a operação é das 8h às 17h, e, aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 16h.

Estudantes e pessoas com mais de 65 anos pagam meia.

Dica bônus: Museu do Bonde

No local do embarque, na Estação Carioca, fica o museu que preserva a história do Bonde.

A visitação é gratuita e, lá dentro, você pode conferir fotos e réplicas dos bondes que já circularam pelas do Rio de Janeiro, instrumentos de trabalho e outras ferramentas, além dos antigos uniformes dos maquinistas.

 

Deixe um

Comentário

14 Comments

    • Milícias e Facções contribuiram para que o RIO deixasse de ser uma C. maravilhosa

  1. Excelente postagem! Nem a Riotur oferece tanta informação, obrigada!

    • Verdade. Parabéns 👍👏👏

    • O Rio já não é uma Cidade Maravilhosa, depois que deixaram o CV se Criar

  2. Uma correção, o Armazém são Thiago não fica no largo dos Guimarães

  3. É possível descer e subir do bondinho quantas vezes durante o caminho?

  4. Ótima descrição do passeio de bondinho. Vamos lá,certamente!

  5. Muito bom ! Adorei. A fila é grande mas valeu a pena . Bairro acolhedor, feijoada esplêndida. Aproveite para almoçar 👍.

  6. Comentários muito esclarecedores.
    Já andei várias vezes nos bondinhos anteriores,
    ou seja, antes do último acidente.
    No final do ano, ao visitar o RJ, certamente, irei passear
    em Santa Teresa, e as dúvidas que me assaltavam foram
    agora esclarecidas.

  7. Consigo comprar os ingressos de forma antecipada em algum site oficial ? Recomenda a visitação em Santa Tereza na semana ou nos finais de semana ?
    Obrigada pelas dicas

  8. Parabéns pelo post, ótimas dicas. Uma pena que as perguntas não são respondidas.


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Salve no

Pinterest

Salve essas dicas no Pinterest e aproveite melhor a sua viagem pelo Brasil!
pins_mdela_pinterest

Escute no

Spotify

Outras

Viagens