De trem entre Curitiba e Morretes

Publicado em 7 de abril de 2019

Passeio de trem de Curitiba até Morretes passa pela serra do mar @meudestinoelogoali

Maiara Barbosa

Apesar da cidade de Morretes estar a menos de 70 km de distância de Curitiba, a viagem de trem pela Serra do Mar Paranaense pode demorar mais de 4 horas. A viagem acontece no tempo do trem: devagar o suficiente para se observar todos os detalhes.

Pela serra são 110 quilômetros, passando por 13 túneis e mais de 40 pontes. A viagem inaugural aconteceu em 1884 e tinha como passageira a Princesa Isabel.

No caminho, entre cachoeiras e túneis sem iluminação, espécie de flores e borboletas cruzam o caminho. A área de Mata Atlântica é considerada a maior, em área contínua, de preservação no país.

Saiba mais:

No caminho também aparecem casas cheias de vida com crianças que não perdem a oportunidade de acenar para os passageiros e também algumas ruínas.

Apesar da dose de aventura ao ver a composição na beira de um penhasco na Ponte São João, a velocidade não passa dos 40 km/h. Em alguns trechos, a velocidade pode ser mais lenta ainda, chegando aos 20 km/h.

A viagem é operada pela Serra Verde Express e os valores variam entre R$ 85 e R$ 360, variando o tipo de assento e os serviços oferecidos, como guia, ar condicionado, lanche e parada exclusiva em um mirante.

Uma sugestão para otimização do tempo, e economia também, é fazer apenas um trajeto de trem: ou Curitiba x Morretes ou Morretes x Curitiba. A viagem contrária pode ser feita de ônibus da Viação Graciosa, com passagens de aproximadamente R$ 26 reais e que duram, em média, 1h30.

O que fazer em Morretes?

Lojinhas e barracas de artesanato se multiplicam pelas ruas de Morretes @meudestinoelogoali

No meio da Serra do Mar que liga Curitiba até o litoral, a cidade de Morretes foi fundada em 1721. Além do ecoturismo, as atrações gastronômicas as construções históricas atraem os visitantes.

Barreado, o prato típico de Morretes, é preparado em panela de barro @meudestinoelogoali

A tranquilidade da cidade é notada entre as ruas do centro, onde os visitantes podem conferir as lojinhas de artesanato, sorveterias e cafés.

O prato típico de Morretes é o barreado, preparado em uma panela de barro que leva pedaços de carne e mandioca. O cozimento dura entre 3 e 12h e, para se conferir o ponto, não estranhe ao ver os cozinheiros virando a panela sobre a cabeça dos clientes nos restaurantes.

Conta-se que o ponto ideal é aquele em que a consistência não permite que o prato se solte da panela. Para acompanhar, o barreado é servido com banana da terra e laranja.

Adicionar a favoritos link permanente.

6 Comments

  1. Muito bom esse post. Super explicadinho. Já fiz esse passeio e amei

  2. Nossa! Que lugar gostoso! Já tinha ouvido falar de morretes, mas nunca tinha visto foto! Muito charmosa essa feira de artesanato! Me lembrou Buenos Aires!

  3. Maira, que completo sua postagem sobre Morretes. Tenho visto muito esse passeio de trem e a vontade de voltar ao Paraná com calma pra poder realizar esse roteiro está imensa. Obrigada por todas as dicas

  4. Eu sou louco de vontade de fazer esse passeio, Maiara. Quando estive em Curitiba, voltei com o coração apertado por não ter conseguido ir. Já tinha voltado com a certeza de voltar. Seu post reavivou aquela coceirinha gostosa de “preciso viajar”. Super beijo.

  5. Vanessa Barreto

    Maiara, eu morro de vontade de fazer este passeio de trem, além adorar trens, eu curto muita edta ideia de ir curtindo a paisagem sem pressa. Post delicioso de ler!

  6. Adorei os lugares, não conhecia!! As dicas estão ótimas, super detalhadas!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *