Feiras do Rio de Janeiro: 5 opções para conhecer a cultura e gastronomia

Publicado em 11 de maio de 2020

Foto: Junta Local

 

Maiara Barbosa

Que o Rio de Janeiro é mais que os famosos cartões postais e praia, isso não é novidade aqui. A história da cidade é única e repleta de detalhes e o misto de culturas exala por todos os cantos.

Uma alternativa de passeio são as feiras, que reúnem expositores de artesanatos, antiguidades, roupas, comidas e muita música. Da zona sul à zona norte, conheça as atrações das feiras mais famosas do Rio de Janeiro:

Feira do Rio Antigo (Feira do Lavradio)

Todo primeiro sábado do mês, a Rua do Lavradio, na Lapa, fica fechada para o trânsito. No lugar de carros, cores das barracas toma as ruas em meio ao casarões antigos da Lapa.

A rua, por si só, já é uma atração: abriga prédios históricos, antiquários e casas de shows. A cada edição são cerca de 300 expositores e o público chega a 15 mil visitantes.

A variedade de produtos vai desde roupas e acessórios até vinis e peças de antiguidades. De há ainda, por exemplo, um artesão especialista em fazer livros e cadernos como os modelos utilizados na Idade Média, com amarração de barbantes.

De barraquinha em barraquinha, não deixe de conferir as apresentações musicais, de dança e as exposições de fotografia. Se o cansaço chegar antes do término da feira, a pedida é parar em um dos bares e restaurantes e pedir uma caipirinha ou comer os quitutes.

A feira acontece na Rua do Lavradio, das 10h às 18h.

BOOKING.COM: RESERVE SUA HOSPEDAGEM AQUI!

Feira Hippie de Ipanema

Desde o final da década de 1960, a Praça General Osório cede espaço para artistas plásticos e artesãos. Tudo começou em 1968 quando artistas fizeram do endereço o ponto para a venda de seus quadros. Na época, as telas eram penduradas nos bares da vizinhança.

Saiba mais:

De lá pra cá, muita coisa mudou e as telas hoje são expostas nas calçadas, mas o lugar continua sendo frequentado por moradores e visitantes.

Há artesanato feito em bijuterias, artigos de papelaria, sem contar as barracas de roupas e as especializadas em PETs.

O endereço da feira é a Praça General Osório e ela acontece todos os domingos, das 7h às 19h.

 

Feira de São Salvador

Um local mais frequentado pelos moradores, e mais intimista, é a Feira de São Salvador, que acontece no bairro de Laranjeiras. Todos os domingos pela manhã, barraquinhas de artesanatos, doces, produtos ecológicos e de decoração são montadas na praça.

A Praça São Salvador tem um coreto ainda, coberto por galhos de árvores e flores. Tradicionalmente um grupo de chorinho também faz apresentações gratuitas, enquanto os visitantes conferem os produtos expostos nas barracas.

Para quem preferir acompanhar o som, existe uma espécie de arquibancada próximo do local de apresentação, onde é possível sentar e curtir o som.

A feira acontece aos domingos, a partir das 9h e avança até o período da tarde.

Feira de São Cristóvão

Foto: MTur

A Feira de São Cristóvão acontece no Centro de Tradições Nordestinas, de terça a domingo. Além de opções de comidas e bebidas típicas também é possível conferir o artesanato e o folclore nordestino.

São quase 700 barracas e, por mês, o espaço recebe quase 300 mil pessoas. Outra grande atração da feira são os shows de forró, xote, maracatu e demais ritmos nordestinos.

De terça a quinta-feira, a feira funciona das 10h às 18h e a entrada é franca. Já de sexta-feira a domingo, a entrada custa R$ 5 e o horário de funcionamento se estende até às 20. O telefone para informações é o (21) 3860-1842.

O Centro Municipal Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas fica no Campo de São Cristóvão s/n, no bairro de São Cristóvão e tem estacionamento para 800 carros.

Feira da Junta Local

Fonte: Junta Local

Uma feira que reúne um propósito e a cada edição acontece em um endereço diferente é a Feira da Junta Local.

Cada feira seleciona produtores diferentes para oferecer uma maior variedade possível. O objetivo é além de conhecer quem planta o alimento que se leva para casa, expandir horizontes culinários e se engajar de forma prazerosa com a mudança alimentar. Além disso, os encontros reúnem opções gastronômicas e já realizaram passeios sensoriais, conversas com nutricionistas e até bloco de carnaval.

A Junta Local criou uma plataforma para facilitar a relação direta entre quem produz e quem come alimentos. Pra isso, existe a feira física e também uma ferramenta online, a Sacola Virtual, para compra diretamente de pequenos produtores. 

A programação das feiras você acompanha no site e nas redes sociais da Junta Local.

 

booking.com faz cotação em diversas empresas/acomodações, garantindo os melhores preços e opções pra você. Reservando através deste link, você não paga nada a mais por isso e o Meu Destino é Logo Ali recebe uma contribuição. Com isso, você ajuda a manter o blog sempre atualizado e com novos conteúdos!

 

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *