Assim como o ecoturismo, o turismo histórico e o turismo de compras, o turismo religioso também tem uma parcela importante de contribuição para o desenvolvimento das cidades brasileiras. De pequenas lembrancinhas até hotéis luxuosos construídos para atender o público específico, o mercado movimenta a economia turística. Em 2017, o faturamento do setor foi de R$ 20 bilhões, segundo o Ministério do Turismo.

Já que o brasileiro “anda com fé” porque “a fé não costuma falhar”, confira alguns destinos em que a devoção e a oração são os principais atrativos entre os visitantes:

Santuário Nacional de Aparecida (SP)

A padroeira do Brasil possui um santuário na cidade de Aparecida, no interior de São Paulo.

O Santuário Nacional de Aparecida é considerado o maior templo mariano do mundo e seus números impressionam: mais de 10 milhões de visitantes ao ano, mais de 13 mil romarias, 380 lojas no Centro de Apoio ao Romeiro, estacionamento para 3 mil carros e 2,5 mil ônibus.

Além disso, foram utilizados mais de 25 milhões de tijolinhos na construção na igreja.

A estrutura do Santuário ainda inclui museus, mirante e até mesmo um bondinho. Sem dúvida, um dos pontos mais visitados pelos romeiros é a Sala das Promessas e também a Capela das Velas. No mês de outubro, as celebrações ficam ainda mais especiais, já que o dia de Nossa Senhora de Aparecida é comemorado no dia 12 de outubro.

Círio de Nazaré (PA)

Foto: Viagem e Turismo

A capital do Pará é palco de uma das maiores demonstrações de fé, também no mês de outubro. O Círio de Nazaré, dedicado à Nossa Senhora de Nazaré, leva multidões de pessoas pelas ruas de Belém.

A programação gira em torno da procissão da imagem, chamada carinhosamente pelos devotos de “Nazinha”, da Basílica, onde ela fica o ano todo, até a Praça Santuário de Nazaré. Ainda são feitas procissões de barco, de moto e de carro pelas ruas da cidade.

Um dos símbolos da festa é a corda, que serve de sustentação para a berlinda que carrega a imagem. A corda de sisal pesa mais de 700 quilos e os devotos disputam um espaço por ela durante a procissão.

Festa de Padre Cícero (CE)

Foto: Gustavo Pellizon

A romaria em louvor ao sacerdote brasileiro canonizado pelo Vaticano acontece todo mês de março, na cidade cearense de Juazeiro do Norte. A fama de Padre Cícero começou a crescer quando, durante uma missa, o vinho utilizado por ele na consagração da eucaristia transformou-se em sangue.

Padre Cícero contribuiu para o desenvolvimento da cidade, através da doação de terrenos para a construção de um campo de futebol, escolhas e até aeroporto. Ele também incentivou a fundação de um jornal local, a criação de uma exposição de artes e sempre ajudou os moradores em épocas de estiagem e epidemias.

Além da programação religiosa, a festa ainda inclui programação cultural com músicas, danças e teatro, além de queima de fogos, procissão de flores, um bolo de quase 200 metros e atividades esportivas e educativas.

Muita gente também vai à Juazeiro do Norte no Dia de Finados para visitar a estátua do “Padim” Cícero.

Nosso Senhor do Bonfim (BA)

Salvador é uma das cidades que mais refletem o sincretismo religioso do Brasil. Por isso, na celebração de Nosso Senhor do Bonfim, no mês de janeiro, é comum ver católicos e membros das religiões de matrizes africanas lado a lado.

Além da procissão, a programação inclui a lavagem da escadaria da igreja que fica no bairro de Humaitá. As baianas fazem o ritual e  também abençoam, com arruda e alfazema, os devotos. Outra tradição entre os visitantes do santuário é amarrar uma fitinha nas grades e fazer um pedido.

Divino Pai Eterno (GO)

Foto: Mundo Lusíada

Na região Centro-Oeste, a cidade de Trindade, recebe diversas romarias de fiéis para visitar o Santuário do Divino Pai Eterno. A cidade de Trindade, aliás, é conhecida como a Capital da Fé de Goiás.

A primeira capela foi construída em 1843 e era coberta com folhas de buriti. Com o passar do tempo, um santuário foi construído e ele foi tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Bom Jesus de Matozinhos (MG)

Foto: Mauro Fernandes Barros

A devoção dos mineiros se multiplica em festas religiosas por diversas cidades de Minas Gerais. Em Matozinhos, em Paraíba do Sul, a festividade em louvor a Bom Jesus de Matozinhos chega a reunir mais de 60 mil pessoas. O Jubileu do Senhor Bom Jesus do Matozinhos é considerada uma das maiores festas religiosas de Minas.

A festa acontece sempre no mês de agosto, há mais de 245 anos, e a programação inclui missas, procissões e ladainhas.

O Santuário, um dos mais antigos de Minas Gerais, foi construído em 1750 e é tombado pelo Iphan. Além da Igreja, o Convento, a Casa dos Romeiros, a Sala dos Milagres e a escadaria formam o conjunto arquitetônico do Santuário. O altar-monumento, construído da área externa do Santuário, é do arquiteto Oscar Niemeyer.

Além de Paraíba do Sul, as cidades históricas de São João Del Rei, Tiradentes, Ouro Preto, Mariana e Tiradentes são procuradas pelos visitantes nas celebrações da Semana Santa.

Recife Sagrado (PE)

Foto: Sol Pulquério

Criado pela prefeitura de Recife em 2014, o projeto oferece aos visitantes um tour guiado pelas principais igrejas do Centro Histórico e na sinagoga Kahal-Zur Israel.

Mais do que apresentar os templos religiosos, a ideia do projeto é mostrar os tesouros da arquitetura das igrejas e o aspecto histórico de cada construção. O tour é guiado por estudantes de histórica, arquitetura e turismo.

Salve essas dicas no Pinterest e aproveite melhor a sua viagem pelo Brasil!

O booking.com faz cotação em diversas empresas/acomodações, garantindo os melhores preços e opções pra você. Reservando através deste link, você não paga nada a mais por isso e o Meu Destino é Logo Ali recebe uma contribuição. Com isso, você ajuda a manter o blog sempre atualizado e com novos conteúdos!

Deixe um comentário

Newsletter

Deixe aqui seu e-mail para receber as novidades!

Meu Destino é Logo Ali  2021. Todos os direitos reservados.