Skip to content

Pedra Bonita: veja as dicas para uma das melhores trilhas do Rio de Janeiro

Em um lugar que recebeu o nome de Pedra Bonita, não há como não iniciar a trilha até o cume sem expectativas da vista que se terá, nem das belezas que encontraremos pelo caminho. A Pedra Bonita fica dentro do Parque Nacional da Floresta da Tijuca e, além do contato com a natureza, no meio do caminho fica a  rampa de voo livre, de onde partem os passeios de parapente e asa delta.

A trilha é considerada fácil, com pouco mais de 1 km de extensão (ida) e pode ser feita em até 30 minutos, dependendo do ritmo de subida. Além de ser considerada segura, pela sua localização estar distante de comunidades dominadas pelo tráfico e/ou milícias, a trilha da Pedra Bonita é muito procurada pelo ângulo especial que se tem da Pedra da Gávea lá do topo.

Como chegar na Pedra Bonita?

A trilha começa na Estrada da Pedra Bonita. Para chegar até lá, vá até a orla de São Conrado e suba a Estrada das Canoas até encontrar uma placa indicando o início do trajeto. O acesso a trilha funciona, diariamente, das 8h às 17h.

Até o início da trilha, em si, existe uma subida (ainda na pista asfaltada) muito íngreme. Caso você vá de carro, seja próprio ou por aplicativo, é possível se identificar na primeira portaria e subir até a entrada oficial da trilha de carro para não encarar a subida forte a pé.

Saiba mais:

De frente para a placa que marca o início da trilha existe um estacionamento no local. Para quem deseja visitar a rampa de voo livre e conferir de perto os saltos, basta seguir pelo trecho asfaltado por mais uma subida íngreme.

A entrada é gratuita e liberada até mesmo para quem não tem voos agendados.

Como é a trilha da Pedra Bonita?

Já a trilha em si começa no trecho onde a placa marca o início da subida. São 698 metros de altitude e todo o percurso está bem demarcado.

Na primeira parte da trilha, a vegetação é mais fechada, o que faz com que a temperatura seja mais amena e a caminhada fique mais agradável. Em seguida existem alguns trechos em que a trilha está mais exposta ao sol, mas nada que aumente muito a dificuldade da subida.

O que fazer no topo da Pedra da Bonita?

Apreciar a vista da Pedra da Gávea, das praias e da Floresta da Tijuca é o principal atrativo da trilha da Pedra Bonita. O local rende muitas fotos e, inclusive, brincadeiras de ilusão de ótica com a Pedra da Gávea. A dica é explorar o cume da pedra para fazer seus registros e descansar da subida também.

Além disso, lá do topo é possível avistar outros cartões postais da cidade, como o Morro Dois Irmãos, a Barra da Tijuca, grande parte da zona oeste do Rio e as praias de Ipanema, Leblon e São Conrado.

É muito comum encontrar grupos de amigos e familiares fazendo piquenique no topo da Pedra Bonita também.

Recomendações para visitar a Pedra Bonita

Assim como as demais trilhas do Parque Nacional da Floresta da Tijuca, a entrada para a trilha da Pedra Bonita é gratuita. Por lá também não é obrigatório a companhia de guia de turismo, porém, o ideal é nunca realizar o percurso pela primeira vez sozinho.

Beto, além de te acompanhar em passeios e trilhas pelo Rio de Janeiro, também faz registros fotográficos profissionais dos locais visitados. Com experiência de mais de quatro anos, ele te oferece roteiros personalizados e exclusivos.

Para fazer a trilha com segurança, o ideal é ir de tênis, passar protetor solar e repelente, além de levar água e lanche.

IMPORTANTE: Antes de viajar, verifique as condições visitação no destino e siga sempre os protocolos de segurança e de higiene para o combate do coronavírus.

Deixe um

Comentário

Ninguém comentou ainda, seja o primeiro!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Salve no

Pinterest

Salve essas dicas no Pinterest e aproveite melhor a sua viagem pelo Brasil!
pins_mdela_pinterest

Escute no

Spotify

Outras

Viagens