Skip to content

O que visitar em Salvador em um roteiro de 4 dias?

Fotos: Gabriel Pinheiro

Salvador é uma cidade com infinitas opções de passeios a serem descobertos. É o típico lugar que agrada quem gosta e não gosta de praia, quem prefere museus e igrejas ou agitação e vida noturna. A gastronomia e a diversidade cultural e religiosa também são outros dois pontos fortes da capital baiana.

Com tantas opções de locais a visitar, o roteiro por lá é maleável de acordo com os interesses de cada um. O mínimo desejável são quatro dias para que se conheça um pouco de cada “versão” Salvador. Confira as dicas para o seu roteiro:

BOOKING.COM: RESERVE SUA HOSPEDAGEM AQUI!

Dia 1 – Raio X pelas praias

Estar em Salvador, uma cidade que reluz sol e calor quase o ano todo, é quase inaceitável não visitar as suas praias. Até mesmo quem não goste de água salgada, deveria considerar uma visita pelas praias do Porto da Barra, do Farol da Barra e a Praia do Cristo.

As três praias estão em sequência e ainda oferecem outras opções de passeios, como a visita ao Farol da Barra e bares e restaurantes animados à beira-mar. No final da tarde, escolha entre o Farol da Barra e o Cristo para curtir o pôr do sol.

Dia 2 – História e Cultura de Salvador

Para começar o dia, uma caminhada pelo Corredor da Vitória apresenta os museus da cidade e revela ares aristocráticos da alta sociedade no passado. Na Avenida ficam três museus: Museu Geológico da Bahia, Museu Carlos Costa Pinto e do Museu de Arte da Bahia, além de salas de cinema e galerias. Próximo dali, o Palacete das Artes também recebe exposições em um ambiente charmoso, com direito a um café na área externa.

Continuando a caminhada, em direção ao Pelourinho, é possível visitar algumas igrejas pelo caminho, como o Mosteiro de São Bento e a Sé de Palha, e também o Gabinete Português de Leitura de Salvador.

O espaço coleciona exemplares de livros, folhetos e periódicos de Portugal e de outros países de língua portuguesa. O acervo foi fundado em 1863 e reúne mais de 25 mil volumes.

Siga em direção ao bairro Além do Carmo para o almoço e, em seguida, perca-se pelas ladeiras do Pelourinho para visitar lojinhas e museus, conferir apresentações artísticas e também saborear a gastronomia baiana (além de visitar mais igrejas).

A dica para o pôr do sol é o Elevador Lacerda, que fica ali próximo, na Praça Tomé de Souza. Ou então, vá até o Museu de Arte Moderna (MAM) caso prefira algo mais reservado. De lá é possível sentar-se próximo da beira do mar e também observar o dourado refletindo na Praia da Gamboa.

Dia 3 – Litoral Norte

Uma das praias mais famosas da Bahia é a Praia do Forte. A formação de corais forma um cenário único, de frente para o farol da praia, dependendo das variações da maré. Na beira da praia também existe uma sede do Projeto Tamar para visitação.

O clima aconchegante faz o lugar ainda mais especial durante à noite, quando as vielas com lojas e restaurantes ficam movimentadas e iluminadas.

Até lá, porém, são cerca de 80 km. Para compensar a viagem, a opção é aproveitar para conhecer outras praias da região. Entre as opções, considere incluir as praias de Itacimirim e Imbassaí na lista. A primeira possui águas calmas e uma faixa de árvores que garante sombra na areia aos finais de tarde.

Já Imbassaí é reconhecida pela opção de tomar banho, tanto de água salgada, quanto de água doce, já que o Rio Imbassaí corta as areias da praia, antes que elas cheguem ao mar. Em ambas há estrutura para receber o turista, com quiosques e lanchonetes.

Dia 4 – Bonfim

Além do Santuário de Nosso Senhor do Bonfim, a região da Ponta de Humaitá reserva outros atrativos para os visitantes. A tradicional Sorveteria da Ribeira merece uma parada para saborear alguns dos mais de 60 sabores comercializados no espaço.

De lá, dê uma passada na Ponta de Humaitá para conferir a fama dos meninos que mergulham nas águas dando cambalhotas e piruetas e prepare a câmera para registrá-los.

De lá volte até a região central e dirija-se ao Mercado Modelo. Aproveite a visita para garantir as lembranças da viagem e, depois, observe o pôr do sol no primeiro andar!

Para se programar:

Além de buscar um guia de turismo, que enriquece sua experiência e conhecimento ao visitar um novo destino, ter a companhia de um fotógrafo profissional ao seu lado faz toda a diferença na construção do registro e memórias de uma viagem.

Por isso, em Salvador, tive ao meu lado o fotógrafo Gabriel Pinheiro. Além de conhecer a cidade onde mora como poucos, a sua sensibilidade e perfeccionismo colaboraram para que trouxesse fotos maravilhosas como recordação das experiências vividas em Salvador.

O serviço fotográfico é apenas uma indicação do Meu Destino é Logo Ali, livre de qualquer contraprestação.

IMPORTANTE: Antes de viajar, verifique as condições visitação no destino e siga sempre os protocolos de segurança e de higiene para o combate do coronavírus.

Deixe um

Comentário

Ninguém comentou ainda, seja o primeiro!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Salve no

Pinterest

Salve essas dicas no Pinterest e aproveite melhor a sua viagem pelo Brasil!
50 Roteiro Salvador @meudestinoelogoali

Escute no

Spotify

Outras

Viagens