A Casa da Ipiranga de Petrópolis poderia ser lembrada por diversos motivos: por ter sido a primeira da cidade a receber energia elétrica, por abrigar a primeira torre de um relógio de Petrópolis e, principalmente, pelo seu valor cultural e histórico.

Porém, o estilo arquitetônico assimétrico da sua fachada fez com ela ficasse conhecida como a Casa dos Sete Erros. Vista de longe, ou pelo reflexo no lago do jardim, a assimetria da fachada se torna um mero detalhe e o que encanta é o conjunto da obra.

Por que “Casa dos Sete Erros”?

A casa pertenceu à família de José Tavares Guerra e começou a ser construída em 1879. A assimetria da casa foi inspirada na teoria do fotógrafo Louis Daguerre, que dizia que a beleza de um rosto humano existe devido a sua assimetria. Com isso, as janelas, a torre, a varanda e o telhado do lado direito não corresponde ao lado esquerdo.

BOOKING.COM: RESERVE SUA HOSPEDAGEM AQUI!

O que visitar na Casa dos Sete Erros?

A área externa da casa é aberta para visitação gratuita. Além de observar os “erros” da fachada vistos do jardim, é possível conferir o lago artificial construído na frente da casa, a torre do relógio e a coxia dos cavalos, que hoje dá espaço para um restaurante.

Para visitar a área interna da casa e conhecer um pouco mais sobre a história e o modo de vida da família de José Tavares Guerra, é cobrado um ingresso de R$ 10. O valor é revertido para a manutenção e as obras de restauro da casa.

Ao comprar o ingresso, cada visitante recebe um par de protetores de sapatos que devem ser calçados para preservar o piso original. O guia do local acompanha os visitantes durante o tempo de permanência no interior da residência e apresenta informações sobre os detalhes da construção e da antiga família dos moradores.

Saiba mais:

A Casa da Ipiranga tem três andares, mas apenas o piso térreo está liberado para a visitação por conta das obras de restauro nos demais andares.

Nos pisos superiores fiam os quartos, o escritório, banheiros e até mesmo uma capela. No térreo, a riqueza de detalhes das pinturas da parede e do teto e o luxo impressionam logo na entrada.

A Sala de Jantar, por exemplo, foi toda revestida com madeira de jacarandá e os lustres carregam figuras mitológicas. Do outro lado do corredor fica o Salão Vermelho, que era utilizado como Sala de Música.

Os lustres foram feitos em bronze na França e são folheados a ouro. No topo das cortinas há detalhes, também banhados a ouro, que representam os instrumentos musicais, como violas, clarinetas e partituras.

O proprietário do imóvel era um homem que gostava de viajar. Numa época que não era comum ainda ostentar suas viagens com carimbos no passaporte ou em fotos, a maneira que ele encontrou para registrar os lugares por onde passou foi através de pinturas no teto da sala.

No Salão Dourado, com janelas de frente para o lago do jardim, era onde aconteciam as festas da casa. O destaque da sala são as cortinas e o lustre, que reproduz o lustre do Salão dos Espelhos, do Palácio de Versalhes na França.

Se, por um lado, na fachada externa a assimetria é o que chama a atenção, no Salão Dourado, para respeitar a harmonia do espaço, uma porta falsa (que se abre para a parede) foi instalada para respeitar o equilíbrio do ambiente.

Até meados do século XX, os descendentes de José Tavares Guerra moravam na casa. Hoje o espaço é voltado para a preservação da memória da cidade e também recebe exposições artísticas.

Qual o endereço e horário de visitação da Casa dos Sete Erros?

A visitação pode ser feita de quarta a domingo, das 10h às 16h. A Casa dos Sete Erros fica na Rua Ipiranga, 859, no Centro de Petrópolis.

Para se programar:

A Casa dos Sete Erros conta com uma equipe exclusiva de guias para repassar informações históricas e curiosidades do interior da Casa.

Apesar da cidade de Petrópolis ser bem sinalizada com informações turísticas para os visitantes, ter um guia de turismo do seu lado para conhecer o restante da cidade faz toda a diferença.

O Guia Sidnei Barbosa faz parte da associação de guias de turismo da cidade e seus roteiros incluem a visitação na Casa dos Sete Erros. Ao lado dele é possível conhecer mais sobre a área externa da casa também.

Sidnei possui especialidade em turismo histórico cultural e turismo de experiência.

Além disso, outras de suas especialidades são o turismo ecológico, o turismo gastronômico, o turismo pedagógico e até mesmo o turismo de cemitério!

O contato do Sidnei é o (24) 99238-9038 e o seu e-mail é o sidneiturismo32@hotmail.com.

O serviço do guia é apenas uma indicação do Meu Destino é Logo Ali, livre de qualquer contraprestação.

 

O booking.com faz cotação em diversas empresas/acomodações, garantindo os melhores preços e opções pra você. Reservando através deste link, você não paga nada a mais por isso e o Meu Destino é Logo Ali recebe uma contribuição. Com isso, você ajuda a manter o blog sempre atualizado e com novos conteúdos!

Deixe um comentário