Se existe uma palavra que poderia definir Ilhabela, esta palavra seria “charme”. Não é à toa que acrescentaram “bela’ ao nome da cidade que esbanja bom gosto e beleza em suas construções históricas, sem deixar de lado os atrativos da natureza que, aliás, são generosos por ali.

Se não bastassem as praias, é possível fazer trilhas, conhecer mirantes, descobrir cachoeiras, além de fazer mergulho e passear pelo Centro Histórico.

Além disso tudo Ilhabela é cercada de bons ventos, que tornaram a cidade conhecida como a “Capital da Vela”. Com tanta abundância de natureza e atrativos para visitar, fica difícil listar o que visitar em Ilhabela. Por isso, o ideal é considerar mais de três dias para conhecer um pouco de cada uma das belezas da Ilha. Veja algumas opções:

Centro Histórico de Ilhabela

Apesar de outras regiões da cidade oferecerem estrutura de hospedagem e boa gastronomia, é no Centro Histórico que fica o maior movimento (principalmente na vida noturna).

Ali fica a Igreja Matriz de Nossa Senhora d´Ajuda, construída em 1697 e há diversas opções de lojas de presentes, decoração e de roupas em charmosas galerias. Em Ilhabela existe uma antiga cadeia que está aberta para a visitação.

Com o melhor estilo praiano, restaurantes e quiosques costumam colocar mesas e cadeiras nas calçadas para receber os visitantes. O clima fica completo com música ao vivo e os charmes das luzes incandescentes amarelas penduradas pelas ruas.

A Sorveteria Rocha já se tornou uma tradição em Ilhabela e os clientes costumam fazer filas para provar os sabores, que levam pedaços naturais de frutas.

No Centro Histórico também acontece diversos festivais, como o Festival do Camarão, o Festival do Jazz e a Semana da Vela. Toda a programação pode ser consultada no site da Prefeitura da cidade.

Andar de bicicleta

Uma das melhores maneiras de conhecer o Centro Histórico e boa parte da orla é pedalando. O aluguel por hora custa, em média, R$ 20 e já o suficiente para uma boa pedalada. Para quem optar, as agências de turismo também trabalham com diárias de aluguel de bike.

Estando na orla é possível ir pedalando pela ciclovia até a região da Balsa. No caminho observe o movimento da venda de peixe dos pescadores pela manhã na praia e também confira as belíssimas casas e restaurantes construídos de frente para o mar.

A região também possui diversos quiosques caso você queira fazer uma parada para tomar uma água de coco e descansar.

Aproveite também para conferir as obras da Paixão de Cristo do artista plástico Gilmar Pinna. Ao voltar em direção ao centro, avance mais um pouquinho, sentido o Norte da Ilha, e confira o visual do mirante da cidade.

Praias

Sem dúvida, um dos grandes atrativos de Ilhabela são suas praias. Há opções para quem busca águas calmas e cristalinas e também ondas fortes. Em Ilhabela, uma parte das praias está acessível de carro. Já em algumas delas é preciso se locomover com barco para chegar até a faixa de areia.

As principais praias da Ilhabela são: Praia de Castelhanos, Praia do Bonete, Praia da Fome, Praia do Jabaquara, Saco do Eustáquio, Praia de Indaúba, Refúgio dos Alcatrazes e Ilha das Cabras.

Cachoeiras de Ilhabela

Ilhabela conta com 360 cachoeiras, quase uma para ser visitada a cada dia do ano. Entre as mais visitadas estão: Cachoeira da Laje, Cachoeira do Paquetá, Cachoeira dos Três Tombos, Cachoeira do Couro do Boi e da Friagem, Cachoeira da Toca, Cachoeira da Água Branca, Cachoeira do Areado e Cachoeira do Gato.

  • Cachoeira da Laje: Ela fica dentro da Fazenda da Laje e pode ser uma parada para quem vai a pé para a Praia do Bonete. A cachoeira conta com um tobogã natural. A estrutura oferece banheiros, camping e uma pequena venda. Por estar em uma propriedade particular, é preciso pagar uma taxa de visitação.
  • Cachoeira do Paquetá: Sem dúvida, o grande atrativo desta cachoeira é a borda infinita com vista para o mar que ela oferece. A Cachoeira ficou famosa depois que os moradores locais de Ilhabela começaram a postar fotos com a hashtag #secretpoint.
  • Cachoeira dos Três Tombos: A cachoeira fica próxima da Praia da Feiticeira, no sul da Ilha. Ela recebeu este nome porque suas três quedas formam um único complexo para visitação. Seu acesso é fácil, dentro do Parque Estadual de Ilhabela, e se chega de carro bem próximo da primeira queda.
  • Cachoeira do Couro do Boi e da Friagem: Para chegar até esta cachoeira é preciso disposição para 3 horas de caminhada e a companhia de um guia experiente. Seu acesso começa pela Praia do Viana, que fica na região norte da ilha. A Cachoeira do Couro do Boi tem uma queda d’água de 45 metros de altura.
  • Cachoeira da Toca: Além de uma ducha natural, a cachoeira conta com um tobogã de cerca de 50 metros de extensão. Há quem se arrisque até em fazer o trajeto de pé, imitando surfistas. O nome veio por conta de uma gruta que existe no local sob as pedras por onde passa o rio. A Cachoeira da Toca fica dentro de uma fazenda, que antigamente produzia cachaça. Por isso é cobrada uma taxa de visitação.
  • Cachoeira da Água Branca: A cachoeira conta com um complexo de cinco poços. Além das piscinas naturais foi construída uma torre para observação de aves. A trilha é tranquila e com fácil acesso, a partir da guarita do Parque Estadual de Ilhabela na estrada para a Praia dos Castelhanos.
  • Cachoeira do Areado: A cachoeira fica na reta final da trilha para a Praia do Bonete, partindo da Ponta da Sepituba. São cerca de 2h30 de caminhada para chegar até lá e o nível da trilha é médio.
  • Cachoeira do Gato: A queda d´água possui 40 metros de altura e está no final de uma trilha de 1h30 de caminhada, de nível médio, pelo Parque Estadual de Ilhabela. São 4 km a partir do ribeirão da Praia de Castelhanos.

Mirantes de Ilhabela

Foto: Mar e Mar Turismo

 

Seja da ponta da praia ou do topo de alguma trilha, todo cantinho de Ilhabela vale uma parada para contemplar o visual. A Ilha do litoral de São Paulo tem vários mirantes sendo alguns são mais acessíveis de carro ou a pé. Já outros são a recompensa no final de uma trilha.

  • Pico do Baepi: A trilha que leva ao topo do pico é considerada difícil: são mais de 7 km que totalizam 6 horas de caminhada (ida e volta). Apesar do esforço, o visual que se tem lá de cima contempla o canal de São Sebastião e algumas cidades do litoral, além da vegetação local.
  • Mirante do Piúva: O mirante fica na região sul da Ilha, próximo da Praia das Pedras Miúdas. É possível chegar de carro e há estacionamento no local. A 40 metros de altura é possível ver a Ilha das Cabras e curtir o pôr do sol lá de cima.
  • Mirante do Coração: Localizado na Praia de Castelhanos, o mirante recebeu este nome já que o encontro das ondas com a areia da praia forma o desenho de um coração quando visto do alto.
  • Mirante dos Barreiros: Um pouco antes da Praia dos Barreiros, no norte da Ilha, fica o mirante. É possível estacionar o carro e avistar de lá as embarcações no Iate Clube de Ilhabela.
  • Mirante do Bonete: Quem prefere visitar uma das praias mais famosas de Ilhabela por trilha terá a recompensa da vista do mirante. São 12 km (só de ida), geralmente percorridos em 6 horas de caminhada.
  • Mirante do Jabaquara: A Praia do Jabaquara está no extremo norte da Ilha e é possível chegar até lá de carro. A vista que se tem de lá é de uma praia preservada, com grãos de areia claros e água cristalina.
  • Mirante do Letreiro de Ilhabela: Instalado recentemente, o mirante fica próximo do Centro Histórico, no sentido Norte da Ilha. O letreiro foi construído em um deck, bem próximo do mar.

Como chegar em Ilhabela?

A cidade está 210 km de distância de São Paulo e 440 km do Rio de Janeiro. Para chegar até lá, trace sua rota primeiramente até a cidade litorânea de São Sebastião, de onde parte a balsa até Ilhabela. Há linhas de ônibus para lá partindo da capital paulista e de cidades do estado de São Paulo e do Rio de Janeiro também. Quem chega pelo aeroporto de Guarulhos encontra uma linha de ônibus direto para a balsa.

Salve essas dicas no Pinterest e aproveite sua viagem pelo Brasil!

O booking.com faz cotação em diversas empresas/acomodações, garantindo os melhores preços e opções pra você. Reservando através deste link, você não paga nada a mais por isso e o Meu Destino é Logo Ali recebe uma contribuição. Com isso, você ajuda a manter o blog sempre atualizado e com novos conteúdos!

Deixe um comentário

Newsletter

Deixe aqui seu e-mail para receber as novidades!

Meu Destino é Logo Ali  2020. Todos os direitos reservados.